Home     Notícias     Avril Lavigne     Galeria     WTH Magazine     Avril Lavigne Tour     Contato    

11 de janeiro de 2014

Avril Lavigne concede entrevista ao site IReadCulture.

Recentemente Avril Lavigne concedeu uma pequena entrevista ao site IReadCulture, onde fala sobre o quinto álbum, que está em turnê com o Nickelback, sobre ir morar na França e muito mais.

Leia a entrevista abaixo:

Spoiler
ABSOLUTAMENTE AVRIL!

Esta pequena rebelde se recusa a crescer, e nós não poderíamos estar mais felizes

Ser a princesa malcriada de pop-punk não é um trabalho que vem com uma nomeação vitalícia, mas Avril Lavigne, de volta com seu quinto álbum auto-intitulado, ainda pode causar problemas com o melhor "jeito" Taylor Swift. Todos nós conhecemos Avril quando ela tinha apenas 17 anos de idade e tinha um assunto "Sk8er Boi". Bem, aos 29, ela se recusa a crescer, e canta o que seu coração quer colocar para fora sobre todas as suas coisas favoritas -- dançando em bares, provocando brigas, perseguindo meninos e Hello Kitty, é claro.

Lavigne pode ser um pouco mais velha agora, mas a primeira coisa que ela quer deixar claro-a julgar pelo título de seu primeiro single, "Here's To Never Growing Up", é que ela não está pronta, não ainda, pelo menos, para toda a bagagem adulta . E quem pode culpá-la?

O terceiro single de Avril Lavigne já está à venda e é a maior balada entre a meia dúzia ou mais no álbum. É também seu grande dueto com o novo marido, vocalista do Nickelback, Chad Kroeger, que co-escreveu a maioria das canções do novo álbum.

Eles podem trabalhar como um casal, é claro que Lavigne e Kroeger sabem como fabricar uma canção pop, pelo crédito de Lavigne-- ela parece ter sido capaz de incorporar a contribuição de Kroeger para as novas músicas, sem todo o álbum sair parecendo uma imitação do Nickelback.

CULTURE conversou com Lavigne e escavou o seu processo criativo, sua nova vida e seu álbum mais autobiográfico.

Então, aonde você está no momento?

Avril: Estou em Glasgow, Escócia, em turnê com a Nickelback.

Dizem por aí que você tem um relacionamento especial com a Nickelback. E você tem um álbum novo. Parabéns.

Avril: É. O álbum acabou de sair, e estou feliz em lançar novas músicas para os fãs.

A última vez que consultei, você morava em Los Angeles. Aonde você mora agora?

Avril: Eu morei em LA por um tempo e aí vendi minha casa. Daí, fui para outras 4 casas. Morei na França também. Agora vivo num ônibus de turnê.

Como foi morar na França? Você fala “o francês”?

Avril: Aham, um pouco. Fui pra lá pra aprender a língua, e eu tenho meu passaporte Francês. Meu pai é de lá, então eu faço o meu melhor, e é divertido. Eu realmente aprecio a cultura. Fui em Abril de 2012, eu acho. Fiquei lá uns 6 meses, mais ou menos…

Certo, vamos falar sobre o novo álbum. É o seu primeiro álbum homônimo, o que faz os críticos esperarem um grande sucesso. É um grande sucesso?

Avril: Eu acho que o álbum é simplesmente muito eu. Mostra todos os meus diferentes lados e teem hits em todos os estilos dos meus CDs anteriores. Também explorei e experimentei um pouco de produção de sons novos, estilos de escrever e apresentações vocais, e esse é o eu que você fica conhecendo um pouco mais.

Você recentemente se casou com Chad Kroeger, que sabe bem sobre escrever músicas de sucesso. Ele co-escreveu muito do álbum com você?

Avril: Sim. escrevemos algumas músicas juntos, e o single atual “Let Me Go” é o nosso dueto, que foi a primeira música que escrevemos juntos.

Muitas pessoas quando se casam, têm trabalhos separados. Vocês se conheceram no estúdio, e as coisas progrediram daí?

Avril: É, quando primeiro trabalhamos juntos, não estávamos casados. Depois, durante a gravação nós começamos a sair, então você sabe, o que sabemos fazer é trabalhar juntos.

É tipo uma versão pop-rock de um romance de escritório?

Avril: Eu acho que funciona porque é divertido e criativo e não é como se estivéssemos trabalhando, sabe. Fazemos o que amamos e realmente expressa quem somos.

Quanto tempo demorou para fazer “Avril Lavigne”?

Avril: Um ano e meio.

E você escreve tudo no estúdio? Porque com toda essa tecnologia que temos, é possível fazer tudo através do celular.

Avril: Eu sou meio old-school. Eu gosto de marcar o meu horário. Ir para o estúdio e escrever lá. Eu costumava escrever nos meus quartos de hotel, mas agora eu gosto de ter a habilidade de escrever e gravar em seguida.

Então você gosta de gravar enquanto ainda está fresco na memória?

Avril: É. Porque o que acontece é, isso também ajuda no processo porque você escreve um verso e diz “Vou gravar isso pra ver como fica”.

Qual instrumento você usa quando escreve?

Avril: Muitas músicas são escritas no piano. É meio a meio. Quando escreve sozinha, eu uso o piano. As baladas normalmente no piano e violão.

Você virou uma estrela aos 17 anos. Isso foi há 12 anos. Como você lembra dessa época?

Avril: Parece que tudo aconteceu muito rápido. Foi uma época muito animada para mim, porque eu só queria ser uma cantora e eu escrevia músicas aos 14 anos e aí meu primeiro contrato surgiu aos 17, e eu realmente não esperava isso. Eu só sabia que eu amava música. Foi bastante surreal, mas foi um sonho que se tornou realidade.

Eu li que você se considera introvertida, uma pessoa tímida, que parece não se encaixar em suas letras. Mas entendo como você consegue ser uma pessoa diferente no palco e outra em casa. Você fica exausta fazendo coisas assim? Entrevistas que você tem que falar de você direto?

Avril: Sério, assim é como eu me comunico com meus fãs, e música é a minha vida. Então acho fácil falar sobre música e acho legal que consigo fazer isso bem. A versão mais nova de mim - sim, era mais difícil dar entrevistas sendo muito tímida e aparecer pra o mundo aos 17. Era difícil pra mim ter discussões com adultos. Não era acostumada. Mas acho divertido agora.

A maioria das pessoas te conhece como o que você diz nas musicas: dançando no bar, indo atrás de garotos. O que você gosta de fazer quando está de folga?

Avril: Quando estou em casa, gosto de pintar. Eu amo decorar e cozinhar. Eu gosto de andar em carros 4x4.

Quando você vai ao estúdio, você sempre tenta escrever músicas pop-punk ou tentar criar algo que te faça feliz?

Avril: Eu gosto de diversos estilos de música então eu escrevo baladas, que trazem mais emoções. Eu também gosto de pop, pop-rock e rock. Então eu gosto de tudo.

O que você quer conquistar com a sua música?

Avril: Eu curto escrever música pop, e muito do que eu escrevo é hino. Eu gosto de levar uma mensagem na minha musica. Sempre espero também encorajar e inspirar as pessoas.
____________________________________________________________________

Avril também se posiciona a favor do uso medicinal da cannabis.

Embora admita que não faz uso medicinal da cannabis, Avril apoiou inteiramente a causa e os direitos dos pacientes que o fazem. O Canadá oferece esse uso de 2001, sendo um dos primeiros países, e a canadense diz que entende e valoriza o quão útil pode ser para algumas pessoas.

Leia a matéria/entrevista em inglês, aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário