Home     Notícias     Avril Lavigne     Galeria     WTH Magazine     Avril Lavigne Tour     Contato    

16 de outubro de 2013

Avril Lavigne: Sempre vou ser jovem no coração.

Em entrevista ao site Digital Spy, Avril Lavigne responde pergunta indecente sobre a música "Hello Kitty". Além disso a cantora fala sobre seu quinto álbum de estúdio, "Rock N' Roll", entre outros assuntos.

Confira a entrevista traduzida abaixo:

Spoiler
Entrevista de Avril Lavigne: Sempre vou ser jovem no coração

O cenário para os verdadeiros artistas de pop-rock está triste e desolado estes dias, mas uma cantora que conseguiu resistir à tempestade é Avril Lavigne.

Enquanto ela se prepara para lançar seu quinto álbum de estúdio auto-intitulado, no próximo mês, telefonamos para ela para falar sobre os singles nostálgicos do novo disco, o que a nova música 'Hello Kitty' é realmente e como e o que ela planeja fazer no futuro.

DS: Olá Avril! Vamos falar sobre o seu novo álbum. Este é o melhor álbum de Avril Lavigne de todos os tempos?

AL: Sim.

DS: Boa resposta.

AL: Eu quero dizer! Mesmo que este não tenha sido chamado de BEST DAMN THING (A Melhor Coisa!) Eu acho que ele é, porque passamos muito tempo escrevendo. É muito diversificado. As duas primeiras músicas que vocês já ouviram, não parecem com o resto do álbum em nada. Tem rock, músicas ao piano, coisas despojadas... Tem uma canção chamada 'Hello Kitty.'

DS: A música eletrônica parece interessante...

AL: 'Hello Kitty' foi um tema tão interessante e pessoal. Foi muito animador. Eu não queria que ela parecesse com nada que eu já tinha feito. Eu queria que fosse para cima, então acabei contratando um novo produtor para me ajudar com ela.

DS: Será que estamos certos em pensar que esta canção é sobre a sua vagina?

AL: Obviamente ela é uma paquera e um pouco sexual, mas é realmente sobre o meu amor pela 'Hello Kitty'.

DS: Os singles que ouvimos até agora a partir do som do álbum, parecem muito nostálgicos, você ainda se sente como se tivesse 17 anos?

AL: Sim, há um pouco de nostalgia, há uma canção chamada '17', e o single 'Here's To Never Growing Up', há uma canção de verão chamada 'Sippin'On Sunshine' e uma outra chamada 'Bitchin Summer'. É meio a meio realmente. Algumas soam muito jovens e despreocupadas, as outras soam maduras.

DS: As pessoas muitas vezes comentam que seu som e imagem quase não mudaram desde que você era uma adolescente. Você mal envelheceu aos 29 anos, mas você se sente jovem no coração?

AL: Sempre serei jovem no coração e terei um espírito livre. Não importa quantos anos você tem, você pode ser jovem para sempre no seu espírito e sua atitude. Para mim, eu realmente tive que crescer rápido estando nessa indústria desde tão nova. Sempre estive cercada por adultos, o que era meio estranho, mas eu tinha a minha banda ao meu redor e eles tinham a minha idade. Sempre fui o bebê e a mais nova. Acho que isso me preparou para esse mundo.

DS: Digamos que você faça um álbum, nos seus 40, 50 anos, ele soaria como?

AL: Definitivamente vou continuar trabalhando. Há muitas coisas que eu gostaria de tentar, como um álbum de Natal. Embora eu teria que fazer covers. Eu amo as músicas tradicionais de Natal realmente."

DS: Seu single atual 'Rock N Roll' está acompanhado por um vídeo hilário. Como é que você lida com o lado de atuar?

AL: Foi divertido. Foi bom para mostrar para as pessoas que você tem um senso de humor. Eu quero atuar decentemente um dia, então um vídeo assim é sempre um bom treino.

DS: Que tipo de papel você gostaria de assumir?

AL: Sempre achei que seria divertido estar num filme de terror. Adoraria fazer um drama e comédia também. O vídeo de 'Girlfriend' foi bastante cômico.

DS: Qual é a melhor música da Avril Lavigne?

AL: 'I'm With You'. Ela ainda é uma canção desafiadora vocalmente e o público sempre se empolga."

DS: Você tem estado na indústria da música há mais de dez anos e viu um monte de mudanças nesse período. Qual é a chave para a longevidade do negócio?

AL: Eu não sei, o que você acha?

DS: Não temos idéia.

AL: Você está certo. Ela mudou muito. Eles não tocam músicas de rock no rádio mais. É tudo muito, muito pop e dance. Para mim, minha música sempre foi pop rock... Sempre experimentei, mas ao mesmo tempo permaneci fiel às minhas raízes. Para mim, estou feliz pela oportunidade de ainda estar fazendo música e muito agradecida pelos fãs que me mantiveram aqui.

DS: Um monte de novos artistas recorrem ao X Factor ou American Idol para a sua grande chance. Você teria participado desses shows naquele tempo que você começou?

AL: Eu acho que eles são uma ótima plataforma para as pessoas. Eu definitivamente teria participado daqueles shows se estivesse começando, com certeza. Está mais difícil do que nunca para um novo talento conseguir uma chance.

FONTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário